Pedrada filosofal

 

Eles sabem e sonham

O lucro comanda a vida

E sempre que não lucram

É oportunidade perdida

 

E se os lucros aumentam

É felicidade atingida

Mais lucros fomentam

Nesta escalada incontida

 

O mundo pula e avança

Entre as mãos do banqueiro

Que esta alegria preserva

 

Faz a gestão da poupança

Para o lucro vir primeiro

E proteger a reserva.

publicado por poetazarolho às 20:40 | link do post | comentar