Repetição

 

Repetição do passado

Nos futuros que virão

Tão certos com’os fados

Da nossa melhor tradição

 

Assim como a saudade

Não ficará do presente

Dum tempo d’insanidade

Povoado de gente demente

 

Há esperança que não morre

Mas é certo ficará insana

Com tantas desilusões

 

Vendo esta gente que corre

Contra a sua raça humana

Num futuro com repetições.

publicado por poetazarolho às 19:55 | link do post | comentar