Canto das sereias

 

Este barco vai a pique

Com orquestra a tocar

Não se trata do Titanic

Nem navega nesse mar

 

É um mar de desesperança

Que agora atravessamos

O cabo da boa esperança

Esse não mais alcançamos

 

Ao leme o comandante

Não sabe a arte de marear

Das sereias ouve o canto

 

E segue com ar triunfante

Ter-se-á deixado encantar

Vamos ao fundo garanto.

publicado por poetazarolho às 23:38 | link do post | comentar