Boa constituição

 

Economia, rating, lixo sim

Paz, pão, habitação, saúde não 

Altere-se então a constituição

Adeque-se à sociedade por fim

 

Acabe a constituição de ficção

Tenha início a nova realidade

Adapte-se ao lixo de sociedade

O texto adquira nova dimensão

 

Que não reste nenhum capricho

Sejam cuidadosos na elaboração

Tudo a condizer como convém

 

Que numa sociedade de lixo

Seja de lixo a sua constituição

Seja de lixo o seu rating também.

publicado por poetazarolho às 22:58 | link do post | comentar