Voarei

 

Eu ouço e espero

Eu sinto e canto

Eu amo e quero

Assim me levanto

 

Sem desespero

Assim me agiganto

Num olhar sincero

Sem que haja lamento

 

Sinto a bonança

Aguardo o momento

Nada me pode vergar

 

Não morre a esperança

Nas asas do teu vento

Eu quero voar.

publicado por poetazarolho às 23:29 | link do post | comentar