Livre prisioneiro

 

A liberdade nesta vida

É coisa do outro mundo

Raro por nós decidida

Presos a cada segundo

 

Àquilo que não temos

Mas representa felicidade

Não temos entristecemos

Sermos não é prioridade

 

Nesta gaiola dourada

Que nos rouba a liberdade

Ser ou não ser não é questão

 

Mas o ter não vale nada

Ilusão desta sociedade

Que se transforma em prisão.

publicado por poetazarolho às 23:19 | link do post | comentar