Terça-feira, 16.05.17

Invernos

Invernos.jpg

E o silêncio ecoou

Numa imensa oração

Nada então se escutou

A não ser o coração

 

E a alma aproveitou

Para se limpar da razão

Que em tempos a sujou

Por não ter tido atenção

 

Dizem são coisas da fé

Entre o céu e o inferno

Neste mundo pequenino

 

Mas se nada é como é

Pode ser que no inverno

Eu me faça peregrino.

publicado por poetazarolho às 00:12 | link do post | comentar
Quinta-feira, 04.05.17

Espinhos

Espinhos.jpg

Momento da caminhada

Caminhamos caminhando

E até sem ver a estrada

Caminhamos confiando

 

Mais não posso explicar

Pois não tenho explicação

Mas insisto em caminhar

Tão forte sinto a pulsão

 

Pode chover, trovejar

Os seis dias do caminho

Ao sétimo vou descansar

 

Não me sentirei sozinho

A obra vou contemplar

Seja a rosa ou o espinho.

publicado por poetazarolho às 22:52 | link do post | comentar | ver comentários (1)
Terça-feira, 02.05.17

Abraço ficcional

Abraço ficcional.jpg

A vida sente-se entrar

Nas veias, no coração

Quando temos p’ra dar

Sem questionar a razão

 

Muito mais que partilhar

Somos matéria em fusão

Do mundo a recomeçar

Numa nova direcção

 

Daqui pode não passar

Ser apenas uma ficção

Dessa outra realidade

 

Que nos vem espreitar

Antes de tomar a decisão

De abraçar a humanidade.

publicado por poetazarolho às 00:18 | link do post | comentar

Favorito

mais sobre mim

links

posts recentes

últ. comentários

Posts mais comentados

arquivos

pesquisar neste blog

 

subscrever feeds

blogs SAPO