Pendurados

 

Interrompida a democracia

Pela ditadura do mercado

E o povo nem desconfia

Mas já não será consultado

 

E é tão grande a correria

Por cada governante apeado

Que o povo grita e assobia

Aqueles que havia votado

 

Substituídos sem eleições

Pelos grandes salvadores

Do povo em incumprimento

 

Eles é que farão as votações

Serão os donos e senhores

Levarão o povo a julgamento.

publicado por poetazarolho às 22:29 | link do post | comentar