Pão e circo

 

Está em marcha a revolução

Esta é contra o cidadão

Quem sobrará então

A toda esta destruição

 

Os mais fortes sobreviverão

Será como Esparta a situação

Crivo natural de selecção

Isento de qualquer protecção

 

Volta-se atrás sem oposição

Pr’a se dar nova progressão

Que te leva à boca do leão

 

Será a nova romanização

Terás grátis circo e pão

Em troca da humilhação.

publicado por poetazarolho às 23:59 | link do post | comentar