Radiografia do mundo

 

O mundo vai deprimir

Como deprimiu outrora

Não vai ser muita a demora

Muitas vozes se vão ouvir

 

Muitas vozes se vão calar

O mundo não vai decidir

O mundo até se vai rir

O mundo pode esperar

 

Nós é que já não esperamos

Nós somos os que choramos

Atrás de nós outros virão

 

Será diferente a situação

Este império vai desmoronar

Boa sorte para quem ficar.

publicado por poetazarolho às 23:37 | link do post | comentar