Além mente

 

Partamos além da mente

Muito há para descobrir

Sem a poluição residente

Ninguém nos pode impedir

 

O mundo de ideias feitas

Há muito entrou em falência

Novo mundo não enjeitas

Além mente a clarividência

 

Se daqui não nos libertamos

Não passaremos de normais

Reféns duma existência banal

 

Aprisionados que continuamos

Nas nossas prisões conceptuais

Libertemo-nos da prisão mental.

 

http://www.universodeluz.net/modules.php?name=News&file=article&sid=901

publicado por poetazarolho às 00:37 | link do post | comentar