Das cinzas renascido

 

Governação dos falidos

Executada por agiotas

Não têm entes queridos

Consideram-nos idiotas

 

A quem tudo podem sacar

O que parece ser verdade

Não se importam de matar

Em nome da austeridade

 

Única verdade salvadora

Dum povo que foi tentado

Por tanto prazer proibido

 

Mas não perdem pl’a demora

Que um povo assim humilhado

Das cinzas surgirá renascido.

publicado por poetazarolho às 22:23 | link do post | comentar