Aspirina

 

Então Deus criou a mulher

Pr’a mal dos nossos pecados

Mas também se Deus quiser

Eles ser-nos-ão perdoados

 

E o homem criou o VISA

Nascia uma mistura danada

Teu amigo é quem te avisa

Ela torra-o em menos de nada

 

Apesar da aparência tão bela

Quem diria que duma costela

Nasceria tanta dor de cabeça

 

Para que a dor a gente esqueça

E este mal também se previna

Então a Bayer criou a aspirina.

publicado por poetazarolho às 23:38 | link do post | comentar