Sociedade demente

 

Minh’alma anda perdida

Errante no meio de nada

Até um pouco estarrecida

Com a nossa caminhada

 

Enquanto sociedade doente

Que teima em não ser tratada

E em breve estará demente

Ou já está e não disse nada

 

Creio que já o juízo perdeu

Arrastando-nos para o abismo

Da total ausência de valores

 

Quem pode do outro se valeu

E com enorme dose de cinismo

Formou sociedade de horrores.

publicado por poetazarolho às 18:32 | link do post | comentar