Passaporte

 

Minha vida é minha morte

Neste mundo tão pequeno

Que é apenas passaporte

P’ra outro mundo mais pleno

 

Não vão além do equívoco

Os que confessam viver

Neste mundo magnífico

É certo não estão a perceber

 

Aquilo que se está a passar

Não procures tudo absorver

Procura a mente esvaziar

 

Só assim te poderás realizar

Não tanto por enriquecer

Mas quando tudo consigas dar.

 

http://www.youtube.com/watch?v=YUr39UrqNfc&feature=fvst

 

http://www.youtube.com/watch?v=DSKnkqAOhpA

publicado por poetazarolho às 19:04 | link do post | comentar