Felicidade descartável

 

 Consumir ideias estéreis

Desígnio da humanidade

E quantas mais tivéreis

Mais estéril a sociedade

 

Vendidas por atacado

Geram lucro de milhões

São produto envenenado

Propostas como soluções

 

Para os males incuráveis

Da sociedade de consumo

Que busca a felicidade

 

Nesses bens descartáveis

Onde não encontra rumo

Logo desde a tenra idade.

publicado por poetazarolho às 20:02 | link do post | comentar