A fita

 

Destruindo realidades

Que nos querem mostrar

Nesta feira de vaidades

Verdades por realizar

 

Sociedade ficcionada

Com efeitos especiais

A verdade deturpada

Por mentiras originais

 

A passos largos caminha

Para um filme de terror

E já nada a pode parar

 

Que grande sorte a minha

Sou amigo do realizador

Meio caminho p’ra me safar.

publicado por poetazarolho às 23:17 | link do post | comentar