Nova república

 

É república renovada

Em nome do amor

A par duma intifada

Que iremos propor

 

Contra regime atroz

Quando nada faria supor

Volta o dente contra nós

Com enorme despudor

 

E nós sem pudor nenhum

Numa próxima madrugada

Levantaremos o véu

 

Que acabará com o jejum

Quando já não sobrar nada

Resta-nos pôr tudo ao léu.

publicado por poetazarolho às 21:02 | link do post | comentar