Cante

Cante.jpg

Alentejo quentinho

Boa terra p’ra viver

Terra onde podemos ter

Boa mesa, pão e vinho

 

As searas a crescer

Lembram tempo passado

As pastagens e seu gado

Ainda cá podemos ver

 

Terra quente acolhedora

Quem chega vem p’ra ficar

E se parte leva saudade

 

Sua gente sabedoura

Tem um cante peculiar

Património da humanidade.

publicado por poetazarolho às 21:22 | link do post | comentar