Conexões

Conexões.jpg

Vou estando conectado

A um mundo interior

Espaço esse confinado

A um outro espaço maior

 

Tão vasto que é infinito

Tão pequeno e inexistente

Tão potente, eu admito

Tão fraco e incipiente

 

Tão cuidado e tão bonito

Tão devastado e deprimente

Que à raiz quadrada do ser

 

Tão somente solicito

Que se olhe para a gente

Antes que se deixe de ver.

publicado por poetazarolho às 01:24 | link do post | comentar