Convulsão

Convulsão.jpg

E a vida não termina

A cada passo infinito

Sendo vida que germina

Ao escutar-se cada grito

 

A preto e branco colorida

Anda ainda em convulsão

Outras côres terá a vida

Mas aguarda a decisão

 

É assunto primordial

Não pode ser decidido

Por humana consciência

 

Sendo a vida universal

O tribunal incumbido

Está acima da existência.

publicado por poetazarolho às 00:05 | link do post | comentar