Corolário

 

Libertar da lei da morte

Não conseguimos em vida

Esta é a nossa pouca sorte

E a pena foi decidida

 

A morte já foi proposta

E a cada segundo que passa

Aguardamos a resposta

Que a vida é uma ameaça

 

Num futuro bem presente

O mundo será governado

Por seres sem consciência

 

E quem ficar descontente

Depressa será libertado

De toda a sua existência.

publicado por poetazarolho às 00:09 | link do post | comentar