Cotovia

Cotovia.jpg

Ao voar passei um dia

Pelo portal da saudade

Onde estava uma cotovia

Que me ofereceu eternidade

 

Embarquei na ilusão um dia

Levado em dose d’ingenuidade

Mas desse estado logo sairia

No reencontro com a realidade

 

Com linda ave negociaria

Ao permutar sua oferta

Por um’além da compreensão

 

Por toda a eternidade ficaria

Prostrado numa ilha deserta

Tentando descodificar a ilusão.

publicado por poetazarolho às 12:55 | link do post | comentar