Danças prostituídas

 

https://www.youtube.com/watch?v=S1J6TFHCevg

 

Os mortos podem dançar

Uma dança sem sentido

Para os vivos saciar

Neste mundo já perdido

 

Entre lixeiras d’esperança

Onde buscam o sustento

Mostrando a sua dança

Prostituindo o desalento

 

Entre o viver e o morrer

Encontram o seu lugar

Porque a alma foi vendida

 

Pode não querer-se ver

Mas há muito neste lugar

A dignidade foi prostituída.

publicado por poetazarolho às 19:47 | link do post | comentar