Durões

Durões.jpg

Massa humana quer massa

Mas por tanto mais querer

Por vezes já não disfarça

O que tanto quer esconder

 

Como punhal que trespassa

Faz a guerra por fazer

Mas por mais guerra que faça

Jamais conseguirá vencer

 

Vemos baixas infligidas

P’la constante intervenção

De um poder alucinado

 

Para que umas poucas vidas

Possam ser como não são

Todo um povo trucidado.

publicado por poetazarolho às 00:42 | link do post | comentar