Em nome da rosa

Em nome da rosa.jpg

Simples mortal me confesso

Sem pretensão a mais nada

Busco somente o processo

Para a vida vaticinada

 

Sem almejar o sucesso

Numa vida alienada

Vendida ao pseudo progresso

Onde a alma é cartonada

 

Onde o diamante importa

E o ouro é fundamental

P’rá aparência fulgurosa

 

A minha pode ser torta

Por ser dum simples mortal

Mas é-o em nome da rosa.

publicado por poetazarolho às 00:08 | link do post | comentar