Espinhos

Espinhos.jpg

Momento da caminhada

Caminhamos caminhando

E até sem ver a estrada

Caminhamos confiando

 

Mais não posso explicar

Pois não tenho explicação

Mas insisto em caminhar

Tão forte sinto a pulsão

 

Pode chover, trovejar

Os seis dias do caminho

Ao sétimo vou descansar

 

Não me sentirei sozinho

A obra vou contemplar

Seja a rosa ou o espinho.

publicado por poetazarolho às 22:52 | link do post | comentar