Espiral de loucura

Espiral de loucura.jpg

A espiral anda à procura

Sem qualquer preconceito

Duma parte da loucura

Ou toda a que tem direito

 

Sobe de tom na pesquisa

Atropelando toda a gente

E nem tão pouco suaviza

Se a olham como demente

 

Cansada por um instante

Mas logo retoma o fulgor

A nossa irrequieta espiral

 

Por fim sente-se importante

Quando a encontra faz furor

Assumindo a loucura total.

publicado por poetazarolho às 23:01 | link do post | comentar