Extinção

 

O mundo vai existir

Mas o ser humano não

Se entretanto persistir

Na sua própria destruição

 

Muito não será pedir

P’ra evitar a extinção

Que possa ainda desistir

Que possa emendar a mão

 

Não é missão impossível

Se aqui quiser continuar

Faça por ser mais modesto

 

Procure descer ao nível

Onde o amor se situar

E verá a força desse gesto.

publicado por poetazarolho às 22:48 | link do post | comentar