Inconsequências

Inconsequências.jpg

A terrível consequência

De inconsequente ser

Resquícios de ineficiência

Da sociedade do ter

 

Não tendo consciência

De que estás a morrer

Confia na mão da ciência

Para tudo resolver

 

Em estado de impaciência

Não vislumbra a salvação

Para tão grave doença

 

Caminha p’rá inexistência

Sem alma e sem coração

Tamanho mar d’indiferença.

publicado por poetazarolho às 22:23 | link do post | comentar