Infinito

 

Enquanto respirar

Procuro o infinito

Imagino-o descrito

Nunca lá irei chegar

 

Se o tempo terminar

Já nada será finito

Algo eterno, eu admito

Nós iremos encontrar

 

Por certo encontraremos

Toda a paz imaginada

P'la próxima humanidade

 

Evocando a fraternidade

Já não nos faltará nada

Sem complexos cantaremos.

publicado por poetazarolho às 21:04 | link do post | comentar