Janelas da mente

 

Dita-nos a consciência

Uma fórmula arriscada

A máxima eficiência

Está em desejar nada

 

Como dar asas à mente

Deixá-la por si procurar

Pode até ser diferente

O que venha a encontrar

 

Projectar nesse vazio

Formatos de pensamento

Do sonho nunca alcançado

 

Despender horas a fio

E no derradeiro momento

Ver o sonho concretizado.

publicado por poetazarolho às 18:46 | link do post | comentar