Louca mente

Louca mente.jpg

Uma mente turbulenta

É difícil de acalmar

Por vezes quase rebenta

E noutras quer-se matar

 

Mas se acaso aguenta

E consegue ultrapassar

Essa agitada tormenta

Depois vê-se serenar

 

Fortifica e compreende

O que era inexplicável,

Algumas sequelas ficarão

 

Mas já nada surpreende

Torna-se mente afável

Resistente à implosão.

publicado por poetazarolho às 00:30 | link do post | comentar