Mais além

Mais além.jpg

 

 Não quero aí penetrar

E nem penetro tão pouco

Só e apenas com o olhar

Porque me deixa tão louco

 

Com o coração a palpitar

Não o ouço, estou mouco

Se acaso tento partilhar

Não o consigo, estou rouco

 

Poderei estar a sonhar

Com o mundo mais além

Onde ainda existe o amor

 

Mas acabado de acordar

Não o vi, nem a ninguém

Assim penetro no horror.

publicado por poetazarolho às 23:18 | link do post | comentar