Não esperes

Não esperes.jpg

Sem saber o que esperar

Está a humanidade cansada

Mas para não desesperar

Melhor é não esperar nada

 

Pois quem espera desespera

Quem espera sempre alcança

Nesta quadratura da espera

O círculo não é esperança

 

Não esperes e caminha

Em direcção ao infinito

Mas sem nunca claudicar

 

Pois a esperança é uma linha

Para um ponto restrito

E difícil de alcançar.

publicado por poetazarolho às 00:22 | link do post | comentar