Navegar

Navegar.jpg

Espaço de liberdade

Neste mundo surreal

Não existe na verdade

A não ser o virtual

 

Eco da cumplicidade

Reflectida no mural

Espelha a capacidade

Da tua própria moral

 

Ou cospe atrocidade

Se de mal impregnado

Imagem esta afinal

 

Duma sociedade plural

Com destino acorrentado

Ao cais da diversidade.

publicado por poetazarolho às 00:06 | link do post | comentar