Nossas mãos

Nossas mãos.jpg

Sofrimento inivsível

Radar da humanidade

Pior seria impossível

Triste foto na cidade

 

No luxo das avenidas

As vitrinas da vaidade

Vidas de alma despidas

Vestidas de insanidade

 

Em troca duma ilusão

Felicidade é tocada

Como bolha de sabão

 

São mil bocados de nada

Que te rebentam na mão

Deixando-a ensanguentada.

publicado por poetazarolho às 19:49 | link do post | comentar