O caminho

 

Só fazendo o caminho

Da suprema bondade

Com a coroa d’espinho

Alcanças a eternidade

 

Não renegas o irmão

Que jura fidelidade

Ainda que seja traição

A sua última verdade

 

No meio da multidão

Não caminhas sozinho

Ao transportar tua cruz

 

Teu corpo será o pão

Teu sangue será o vinho

Teu nome será Jesus.

publicado por poetazarolho às 00:10 | link do post | comentar