Poesia em cacos

 

Ideias amordaçadas

Como presas em rede

Letras são atiradas

Como barro à parede

 

Sílabas amaldiçoadas

Parece uma contradição

Palavras escaqueiradas

Confirmam a maldição

 

Estrofes estão coladas

Mas até parece que não

Tantos são os buracos

 

Ao longo destas estradas

Merece um buzinão

Esta poesia em cacos.

publicado por poetazarolho às 23:43 | link do post | comentar