Presunção da matéria

Presunção da matéria.jpg

O louco desadaptado

Adaptou-se à loucura

Esse foi o resultado

Desta sanidade impura

 

Presença em todo o ser

Por muito que seja negada

Somos dela sem querer

Quem não a vê, não vê nada

 

Somos matéria com vida

Outra existe inanimada

Outra está p’ra decisão

 

Esta existência dividida

Não foi ainda comprovada

Podemos ser presunção.

publicado por poetazarolho às 00:18 | link do post | comentar