Raças e crenças

Raças e crenças.jpg

Minha raça é o mundo

E minha crença também

Se seu desígnio profundo

Fôr apenas e só o bem

 

Que o mal possa expirar

Pela junção da vontade

Em algo de novo criar

No seio da humanidade

 

Lucra tod’a minha gente

Do novo estado de graça

Resultado desta mutação

 

Ou então contrariamente

Resultará em desgraça

Seguindo-se a implosão.

 

publicado por poetazarolho às 23:52 | link do post | comentar