Reaprender

Reaprender.jpg

O fascínio permanece

Não consegue fascinar

Pois o humano esquece

A forma de o utilizar

 

Também cintila a estrela

Mas não consegue iluminar

Sequer a alma mais bela

Por se recusar contemplar

 

Mas o fascínio convida

A reaprender a lição

Pois promete perdurar

 

Será uma segunda vida

Com toda a fascinação

Que a vida tem para dar.

publicado por poetazarolho às 10:48 | link do post | comentar