Secura

Secura.jpg

Dia mundial da poesia

Primeiro de primavera

Há muito que não escrevia

E o tempo está tão bera

 

Chuva a cântaros mil

Fonte de poemas secou

Veremos se no mês de Abril

Já a primavera regressou

 

Por agora é só granizo

Com muito frio à mistura

Sem que haja explicação

 

Não me pagam o prejuízo

Enquanto existe secura

Na fonte da inspiração.

publicado por poetazarolho às 23:27 | link do post | comentar