Soluções

Soluções.jpg

 

 Solução está no amor

Ou num pedaço de leitão

Mastigado com fulgor

No prato, na cama, no chão

 

Com espumoso de Anadia

Borbulhante de prazer

Prato assim não se adia

Anda cá, vou-te comer

 

Não chores o resultado

Deste ou doutro devaneio

Consequência desta acção

 

Verás o ventre inchado

Perguntarás donde veio

Resultou da degustação.

publicado por poetazarolho às 21:31 | link do post | comentar