Tempos

Tempos.jpg

Tempo de tempo sem tempo

Com a alma enclausurada

Muitas promoções a destempo

Que não te oferecem nada

 

São promessas de fartura

Num tempo de ilusão

E enquanto a ilusão dura

Não existe lugar à razão

 

Buscando o tempo perdido

Vais correndo e tropeçando

Atingindo cedo a exaustão

 

A quem não tiver corrido

Muito tempo verá sobrando

Para completar a missão.

publicado por poetazarolho às 23:17 | link do post | comentar