Animal imperfeito

 

Estamos só mal acabados

É verdade agora e aqui

Mas também escavacados

Como imaginava Dali

 

Vazios de revolução

Vazios de novas ideias

Sempre em desconstrução

Nas inconscientes boleias

 

Desde o vazio perfeito

Ao pleno conflito moral

Em ambígua contradição

 

Homem, animal imperfeito

Abraçando o bem e o mal

Vejo em Dali a evolução.

publicado por poetazarolho às 21:09 | link do post | comentar