Visão

 

Se o mundo não acabou

Não o deixemos acabar

O que ainda não mudou

Cedo vai ter que mudar

 

Por caminho diferente

Já vejo a humanidade

Como resposta premente

Ao estado de calamidade

 

Neste tempo irracional

Não há resposta pronta

Outros tempos surgirão

 

Nada terão de tradicional

Que a tradição não conta

Só conta esta nova visão.

publicado por poetazarolho às 21:18 | link do post