Música no parlamento

 

Grândola no parlamento

Foi um hino à revolução

É chegado o momento

Do povo dizer que não

 

Não em tom de lamento

Nem de cravo na mão

Não nos faça de jumento

Todo e qualquer ladrão

 

Que o povo sem sustento

Vai entrar em convulsão

E os discursos ao vento

 

De nada vos servirão

Nem o cacete virulento

Das forças de dissuasão.

publicado por poetazarolho às 21:27 | link do post