Zig-zag

 

Certo dia enlouqueci

Retorno não conheci

Por aqui permaneci

Perto e longe de ti

 

Observo o engraçado

Ausculto a insanidade

Existente desse lado

Buscando a felicidade

 

Mas de não ser normal

Tão pouco louco serei

Ao longo da linha tecida

 

Recuso a receita formal

Nas curvas que aceitei

Como o zig-zag da vida.

publicado por poetazarolho às 18:48 | link do post