Erupção

 

União dos povos do mundo

De pouco nos poderá servir

Talvez não seja tão imundo

Outro mundo que há-de vir

 

Que este mundo está volátil

Pouco importa o seu estado

Antes muito mais versátil

Agora tem futuro traçado

 

Só lhe importa a riqueza

No seu estado elementar

Como a lava do vulcão

 

Por isso gera tanta pobreza

Com que se pode alimentar

Para entrar em erupção.

publicado por poetazarolho às 17:26 | link do post | comentar